O guia completo para memorizar textos acadêmicos

como memorizar textos acadêmicos
como memorizar textos acadêmicos

Compartilhe!

O guia completo para memorizar textos acadêmicos

A capacidade de memorizar textos acadêmicos é uma habilidade que separa o acadêmico médio dos professores extraordinários. Memorizar um texto acadêmico pode ser muito difícil e requer muito tempo e esforço, mas vale a pena.
Os textos acadêmicos geralmente são mais longos e complexos do que outros tipos de textos, o que os torna mais difíceis de lembrar. No entanto, a capacidade de recuperar informações de artigos e livros é muito útil. Você se tornará capaz de citar fontes de forma confiável em muitos contextos. De debates em sala de aula a conferências acadêmicas, você poderá relacionar ideias com confiança. 

E, ao escrever seus próprios artigos, você descobrirá que pode escrever com muito mais eficácia e confiança quando conhece suas fontes de dentro para fora.

3 dicas para memorizar com sucesso um texto acadêmico

Memorizar um texto acadêmico pode ser uma tarefa entediante. Nesta seção, apresentarei três dicas que ajudarão você a memorizar um texto acadêmico com facilidade.
Cada dica fornece um método curto e simples que você pode usar para melhorar suas habilidades de memorização. Como resultado de aplicá-los em sua prática de leitura, você se tornará capaz de memorizar as partes mais importantes de um texto acadêmico em um período muito curto de tempo.
Vamos lá!

Dica 1: Concentre-se na ideia central do texto e dê a ela um nome memorável

A ideia central de um livro ou artigo é muitas vezes mais importante do que o tópico geral. É o que dá ao livro sua estrutura organizacional e lhe confere um senso de direção. Ao memorizar a ideia mais relevante do texto, você poderá se concentrar nela e absorvê-la melhor. Isso também o ajudará a aproveitar a forma como o autor organiza as informações no texto.
Mas como identificar qual é a informação mais relevante do texto? A ideia central de um livro ou artigo acadêmico pode ser identificada lendo sua introdução e conclusão, procurando os principais pontos que estão sendo levantados. A introdução apresentará o tema do texto e a conclusão resumirá os principais pontos levantados. Nestas seções, você pode identificar os principais argumentos e as ideias centrais.
Lembre-se de atribuir um nome (ou frase) memorável à ideia principal. Ao fazer isso, você aprenderá por associação e lembrará de qualquer informação com mais facilidade. Além disso, a associação facilita a organização lógica de informações secundárias em torno do tema central. 

Faça perguntas sobre o texto, como ‘quais são os principais argumentos evocados pelo autor para sustentar a ideia principal? Que exemplos o autor está usando?’ Ao prosseguir, você também se lembrará de qualquer informação secundária.

Dica 2: Leia o texto com um marcador na mão

Outra estratégia significativa para lembrar informações em textos acadêmicos é sempre destacar com um marca-texto as informações que você deseja lembrar. Esta não é uma técnica de memória em si, mas sim um dispositivo mnemônico para guiar sua memória, principalmente quando você deseja lembrar de informações específicas.
Hoje em dia, todos os aplicativos de gerenciamento de bibliografia oferecem ferramentas de destaque parecidas com os marca-textos. Mais do que apontar os trechos que você deseja recuperar posteriormente, esta etapa visa garantir que você verá as informações novamente, pois permite associá-las a palavras-chave e relembrá-las posteriormente.
Mais do que isso, os aplicativos mencionados acima provavelmente o ajudarão a pesquisar nos livros e artigos as informações que você destacou, economizando muito do seu tempo no processo.
Certifique-se de ler apenas os primeiros parágrafos de cada seção no início. Este é o local onde a declaração de tese e/ou sentença de tópico do parágrafo será localizada. Você deve adicionar essas informações ao mapa mental mencionado, como ramificações decorrentes do tema central do texto.
Mais tarde, você inserirá a ideia central de cada parte do texto destacada nos ramos. Como resultado, seu mapa mental conterá um resumo de todo o texto, que você poderá consultar e recuperar sempre que quiser. É importante escrever em cada ramo a página do texto em que essa informação está contida, para que você possa consultar mais tarde.

Dica 3: Leia com frequência o mapa mental

Se você desejar lembrar as informações do mapa mental, é importante lê-lo com frequência.
Embora pareça um pouco chato, uma grande parte da nossa memória depende da repetição. Nossos cérebros precisam separar informações de curto prazo das informações que precisam ser recuperadas no longo prazo. Para tanto, um critério cognitivo é a repetição. Quando uma informação é necessária a longo prazo, você geralmente a vê em muitos lugares, em frequências variadas ao longo do tempo.
É isso o que acontece no processo de aprendizagem: temos o primeiro contato com a  informação, que no início soam estranhas na nossa mente. Quando a vemos em algum outro lugar (como em uma lição ou em um artigo), nosso cérebro a organiza de maneira consistente, a fim de pavimentar o caminho para a memorização. É assim que você acessará as informações que deseja aprender mais facilmente.
Por exemplo, imagine que você está estudando o ‘Império do Direito’, de Ronald Dworkin. Seu conceito principal é o direito como integridade. Você pode usar o conceito como a ideia central do mapa mental e depois organizar todos os capítulos em ramificações. As ideias principais de cada capítulo serão organizadas como sub-ramos, enquanto os argumentos de apoio para cada ideia derivarão deles.
Depois de escrever o mapa mental, você deve lê-lo com frequência. Primeiramente, a frequência deve ser maior, a fim de consolidar o conhecimento. Talvez você devesse ler uma vez no dia depois de escrever, e depois três dias depois, e assim por diante. Mais tarde, você pode ler o mapa mental uma vez por mês e as partes principais do livro ficarão em sua mente!

Conclusão: Use esses métodos para uma melhor recuperação da memória de seus textos acadêmicos

Estudar e lembrar de informações por muito tempo pode ser um desafio frustrante e desanimador. Você pensa em todas as diferentes maneiras de se lembrar dessas informações, mas quando chega o dia de relembrá-las, as ideias principais não vêm à mente e você tropeça nas palavras.
Essas técnicas irão ajudá-lo a memorizar e lembrar melhor o que você precisa saber. E, lembre-se, quanto mais você ler e quanto mais informações tiver em seu cérebro, melhor será sua memória.

Faça parte de nossa comunidade Acadêmica!

Cadastre-se e receba dicas e estratégias para seu futuro acadêmico.

Faça parte de nossa comunidade Acadêmica!

Cadastre-se e receba dicas e estratégias para seu futuro acadêmico.

Mais estratégias para seu futuro acadêmico...

Rolar para cima