onde cursar mestrado

Onde cursar mestrado? 5 perguntas incríveis para decidir

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Escolher corretamente a instituição onde cursar mestrado e doutorado é essencial para ter uma boa experiência acadêmica. Não se trata apenas de selecionar a instituição onde é mais fácil ser aprovado, mas, também e principalmente, escolher aquela mais compatível com sua pesquisa, suas possibilidades concretas e que mais benefícios trará a você no futuro. 

A escolha da melhor instituição para seu mestrado deve se relacionar, primeiramente, a sua própria pesquisa. Ao decidir cursar o mestrado ou o doutorado, você deve primeiro definir qual é a sua temática de pesquisa. E definir isso é essencial para escolher a universidade onde cursar sua pós-graduação. Além disso, também é relevantíssimo saber se você de fato tem condições de cursar o programa escolhido. De nada adianta escolher uma excelente oportunidade para seu projeto de pesquisa se você não tiver condições objetivas de levar o curso adiante. 

5 perguntas que você deve responder a fim de escolher a melhor instituição para seu mestrado/doutorado


Por isso, preparei um guia com 5 perguntas que você deve responder para definir onde cursar sua pós-graduação.


1 – O tema que você deseja investigar é compatível com as linhas de pesquisa do programa de pós-graduação?

Cada programa de pós-graduação tem linhas de pesquisa específicas, não necessariamente correlacionada a uma disciplina do direito. Ao pretender ingressar em uma instituição, é importantíssimo conhecer os temas discutidos em cada linha de pesquisa. Trata-se de se conscientizar a respeito da compatibilidade entre o tema de seu interesse e o programa da universidade.


Embora a compatibilidade entre o tema e ao menos uma linha de pesquisa da faculdade seja essencial,  usualmente as linhas de pesquisa são definidas de modo relativamente aberto. Com isso, , não se desespere se o tema que você pretende investigar não parece ser compatível  com as linhas de pesquisa institucionais. Basta refletir sobre a possibilidade de modificar um pouco seu tema de interesse a fim de adequá-lo à instituição.

P.S.: é possível ajustar seu tema de pesquisa às linhas do programa!


Um exemplo pode ajudar a esclarecer esse ponto. Digamos que você tenha interesse de cursar seu mestrado na UFPE na área de concentração “Transformações do Direito Público”. Contudo, tem interesse em investigar temática relacionada a direito do consumidor, uma temática umbilicalmente ligada ao direito privado. Embora, à primeira vista, seja uma linha de pesquisa voltada a direito constitucional, não é difícil imaginar algumas possibilidades de discutir temas que, embora ligados a essa temática, também estejam intimamente conectadas a outras disciplinas. Se você desejar investigar alguma temática de direito civil e também gostaria de estar vinculado a essa linha de pesquisa, poderia definir sua pesquisa em torno da seguinte questão: “qual o perfil das decisões do STF no exercício da jurisdição constitucional em lides relacionadas a direitos do consumidor?”. 


De qualquer modo, evite a tentação de buscar forçar seu tema em uma linha de pesquisa na qual ele não se encaixa. Fazer ajustes ao tema para torná-lo adequado é uma coisa; outra totalmente diferente é concorrer com um projeto inteiramente dissociado dos temas de interesse do curso. Caso o programa não tenha nenhuma linha de pesquisa compatível com seus interesses como pesquisador, o mais correto é procurar outra instituição. 


2 – A instituição tem professores com expertise suficiente para te orientar?


Outro ponto relevantíssimo diz respeito à capacidade de orientação do curso. A instituição até pode ter linha de pesquisa compatível com seus interesses, mas não ter um professor capacitado a ser seu orientador naquele tema específico. A melhor instituição para seu mestrado é aquela que tem um orientador compatível com suas pretensões!


Investigue se os professores vinculados à linha de pesquisa têm know-how para orientar seu trabalho. Digamos que você deseje planejar e executar uma pesquisa empírica sobre contratos de transferência de tecnologia. Todavia,  os professores da instituição não têm experiência nenhuma com pesquisa empírica a fim de validá-la ou orientá-la. Seria extremamente complicado desenvolver tal pesquisa, pois o próprio desenvolvimento da metodologia do trabalho estaria totalmente sobre seus ombros. O risco de cometer um erro primário na organização sistemática dos dados é elevado e poderia afetar a qualidade do trabalho. Poderia arriscar, inclusive, a reprovação perante a banca examinadora.


Portanto, é importantíssimo verificar se os professores da casa têm capacidade de efetivamente orientar seu trabalho. Como alternativa, sempre é válido conferir se outros professores da universidade poderiam atuar como seu orientador. Eu mesmo lancei mão desse expediente em minha tese de doutorado. Meu orientador, o professor Marcelo Neves, era excelente para orientar grande parte de minha tese. Mas eu precisava de alguém especialista em teoria da biologia e filosofia da mente. Por isso, convidei meu orientador de mestrado em filosofia, o professor Paulo Abrantes, para ser co-orientador da tese de doutorado. Como resultado, aproveitei a experiência de ambos para assistir o desenvolvimento de minha tese.


3 – A instituição universitária tem qualidade suficiente para sustentar suas pretensões acadêmicas?


Com a expansão dos cursos superiores no país, muitas faculdades passaram a oferecer mestrados de qualidade, no mínimo, duvidosa. Evidentemente, é mais fácil cursar sua pós-graduação nessas instituições. O processo seletivo é mais fácil, bem como as exigências acadêmicas quanto à pesquisa e à qualidade da dissertação. Dificilmente uma instituição de qualidade baixa poderá oferecer doutorado, já que existem parâmetros mínimos exigidos pela CAPES para que uma instituição possa oferecer a titulação.


É importantíssimo observar a reputação do curso no meio acadêmico antes de decidir cursar seu mestrado. Embora seja mais fácil obter o título, escolher uma instituição fraca pode arruinar suas pretensões acadêmicas. Mais adiante, pode ficar mais difícil ser selecionado em um bom curso de doutorado. Além disso, seu currículo será prejudicado e mesmo as boas oportunidades profissionais que poderiam surgir como consequência da titulação podem ser perdidas. 


Como saber se a instituição é boa ou ruim? A própria CAPES – Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, agência governamental responsável pela garantia da qualidade do ensino superior do país, avalia as instituições que oferecem cursos de pós-graduação stricto sensu. Aplicando conceitos que variam de 3 a 7, a CAPES considera a produção científica de alunos e professores, a infraestrutura de pesquisa e a estrutura curricular do curso. Os melhores cursos recebem notas 5 (excelência nacional), 6 e 7 (excelência internacional). 

4 – O programa oferecido pela instituição é compatível com sua rotina?


É preciso considerar, ainda, a compatibilidade do curso com a rotina que você pretende ter. A melhor instituição para seu mestrado é aquela cujos custos são acessíveis para você. De nada adianta querer fazer um curso que oferece aulas matutinas, vespertinas e noturnas se você trabalha e não tem disponibilidade de tempo. Essa, inclusive, é uma questão da banca examinadora para o candidato nas fases orais dos exames seletivos. Nào raramente, vem a pergunta: “você tem capacidade de efetivamente cursar o programa?” 

É desnecessário ter dedicação exclusiva ao mestrado ou ao doutorado. Apesar disso,  muitas instituições considerem aconselhável. Por isso, é preciso considerar suas efetivas possibilidades de cumprir todos os requisitos da pós-graduação. Além de assistir às aulas, é importante comparecer a congressos, palestras, auxiliar o orientador em atividades extra-classe e publicar artigos científicos ao longo do curso.  Em razão dessa experiência multifacetada, não espere que as universidades públicas ofereçam um mestrado a distancia gratuito ou pago, por mais que pareça interessante do ponto de vista de sua rotina individual.

Assim, dê preferências a instituições compatíveis com suas rotinas. Ingressar em um curso sem a possibilidade de efetivamente aproveitá-lo pode ser muito danoso a sua carreira acadêmica. Muito do networking acadêmico é realizado nesses eventos e, além disso, espera-se do estudante que redija artigos científicos. Esse ponto é essencial para o próprio programa, na medida em que publicações por discentes também são parte da avaliação pela CAPES.

5 – Suas condições financeiras são adequadas para cursar o mestrado/doutorado em uma instituição privada?


Um último ponto a ser considerado é o aspecto financeiro. Evidentemente, cursar o mestrado/doutorado em uma instituição pública traz a vantagem de ser “gratuito” (claro, pago com nossos impostos!).

Mas, muitas vezes, por diversos motivos, é necessário cursar o mestrado/doutorado em uma instituição privada. Os cursos privados tendem a oferecer disciplinas em horários mais favoráveis a quem trabalha, além de muitos deles oferecerem linhas de pesquisa dificilmente encontradas em instituições públicas. 

Mas os custos podem ser altíssimos. Em muitas das instituições privadas, a mensalidade pode chegar a R$ 3.500,00, R$ 4.000,00 por mês. E isso não é tudo, ante a necessidade de comprar muitos livros para a sua pesquisa, já que, normalmente, a biblioteca institucional é insuficiente para realizar uma pesquisa com qualidade. Portanto, é importante se planejar financeiramente para cursar o mestrado/doutorado em uma universidade privada.  

Espero que essas perguntas tenham esclarecido alguns pontos a serem considerados na hora de decidir onde cursar mestrado ou doutorado. Trata-se de uma decisão difícil, mas refletir adequadamente a fim de optar pela melhor instituição para seu mestrado decerto garantirá que sua experiência na pós-graduação será a melhor possível!

Hey,

O que você achou do artigo? Conte nos comentários!

Artigos relacionados

Rolar para cima
0 Compart.
Twittar
Pin
Compartilhar
Compartilhar