Como encontrar referências bibliográficas?

Como encontrar boas referências bibliográficas?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Boas referências bibliográficas podem fazer toda a diferença para a qualidade de uma pesquisa científica. A citação de livros e artigos interessantes e publicados recentemente demonstra a atualidade da discussão proposta em sua monografia, tese ou dissertação. Mas como encontrar boas referências bibliográficas? E como utilizá-las adequadamente em sua pesquisa?

Um dos grandes segredos para uma pesquisa acadêmica de qualidade é a discussão com outros autores. É por meio do diálogo que a pesquisa amadurece e você pode demonstrar que investigou seu tema. Somente citando outras pesquisas você pode demonstrar efetivamente que conhece a literatura mais relevante sobre os problemas que você se propôs a perscrutar.

Caso você prefira, segue a versão em vídeo do conteúdo:

Referências bibliográficas: uma de cada vez

Uma pesquisa sem referências bibliográficas sequer seria digna do nome. Mas logo vem aquela impressão de que o universo de autores a serem discutidos é grande demais e que será impossível discutir tudo o que é necessário para fazer um trabalho completo.

Em primeiro lugar, esqueça a ideia de que é preciso abordar toda a literatura sobre seu tema. Isso é impossível. A cada dia, são publicados inúmeros livros e artigos sobre ampla variedade de assuntos e é impossível para qualquer ser humano esgotar toda a literatura sobre determinado tema.

Mas é possível abordar as principais referências bibliográficas sobre determinado assunto.

E isso é feito assim: uma referência bibliográfica de cada vez.

Procure, primeiro, bibliografias mais gerais sobre seu tema. Procure entender o campo de estudo em profundidade. Compreenda os principais fundamentos da área de atuação.

Como fazer isso? Simples: comece pelos manuais acadêmicos de sua área. Evidentemente, não é necessário ler todos os manuais, mas apenas os capítulos mais conectados a seus interesses de pesquisa.

Escolha os manuais mais acadêmicos, escritos por professores que aprofundam mais os assuntos. Normalmente, esses manuais citam boa parte das referências bibliográficas mais tradicionais sobre determinado assunto.

Separe as referências que parecerem mais interessantes e busque encontrá-las. Provavelmente, muitas delas estarão disponíveis online ou em bibliotecas universitárias, com acesso razoável. Mais adiante, nesse texto, apresentarei algumas dicas de como encontrar boas referências bibliográficas com ferramentas gratuitas disponíveis pela internet.

Repita o processo. Encontrou uma boa referência bibliográfica no manual? Investigue a bibliografia citada na referência encontrada. Com certeza haverá muitos outros autores citados, cujos textos você também poderá encontrar e estudar a fim de enriquecer sua própria pesquisa.

E… assim por diante.

É claro que os temas mais interessantes para um mestrado ou doutorado dificilmente serão esgotados apenas com essas referências bibliográficas.

Manuais acadêmicos são obras mais voltadas para iniciantes e como uma obra de referência profissional, com o objetivo de sintetizar o conhecimento dominante em uma determinada área de estudo.

Por essa razão, os manuais costumam ser conservadores na bibliografia citada. A maior parte das referências é clássica, baseada naquele conhecimento que é considerado mais estável e consolidado em determinada área de conhecimento.

Os textos citados nos manuais são um bom ponto de partida, que pode render a maior parte das referências bibliográficas de uma monografia de final de curso (TCC). Em um mestrado e doutorado, contudo, tais textos dificilmente serão considerados suficientes para uma boa pesquisa.

No mestrado e no doutorado, é preciso ir além e mostrar que você domina não apenas a literatura clássica sobre determinado tema, mas também o que há de mais recente.
Como encontrar referências bibliográficas contemporâneas sobre qualquer assunto

A internet e a luta de muitos pesquisadores para disponibilizar a todos o acesso ao conhecimento mudou o jogo. Hoje, é muito, muito fácil ter acesso ao que há de mais recente em virtualmente qualquer área de conhecimento.

Wikipédia é um ponto de partida interessante para sua pesquisa bibliográfica

Vale a pena fazer uma busca inicial nos artigos da Wikipédia como um bom ponto de partida para encontrar boas referências bibliográficas. Veja bem: é uma busca inicial, preliminar. Muitos artigos da Wikipédia são escritos por bons autores que são especialistas em sua área. E vários artigos citam fontes bibliográficas importantes que podem ser utilizadas por você em sua pesquisa.

Google e outros buscadores também são muito úteis na busca por bibliografia relevante
O Google (ou outros buscadores, como o Yahoo! e o Bing) também é um bom ponto de partida para encontrar boas referências. Mas nem sempre o que encontramos nos resultados das buscas é útil academicamente, porque a internet possui muitas informações pouco confiáveis. Dê preferências, assim, a revistas eletrônicas especializadas, que demonstrem ser fonte de excelência para sua pesquisa.

Há, também, bons blogs e sites especializados nos mais diversos assuntos. Embora não sejam, em si mesmos, excelentes fontes para serem citadas como referência bibliográfica principal, podem indicar várias outras fontes interessantes para seu trabalho.

Não se esqueça das bases de dados científicas para a busca por referências bibliográficas

Uma excelente base de dados é fornecida pela própria CAPES, entidade responsável pela organização dos cursos de pós-graduação stricto sensu do país. É possível acessar o Catálogo de Teses e Dissertações, que reúne a produção científica do Mestrado e Doutorado do país. Para acessar teses e dissertações sobre determinado assunto, é só pesquisar como em qualquer buscador.

Também é possível encontrar artigos excelentes nas mais diversas áreas do conhecimento na base de dados Scielo – Scientific Electronic Library Online, que reúne mais de 1.000 periódicos, com 745.000 artigos com acesso aberto a todos os interessados.

Outra excelente ferramenta de busca de referências bibliográficas é o Google Acadêmico, um site que tem por objetivo ser um buscador específico para artigos científicos. Melhor ainda, você pode efetuar buscas por artigos publicados a partir de determinado ano ou em determinada língua. Confira na tela a seguir onde você deve clicar para ter acesso a essas opções:

Google Acadêmico e suas referências bibliográficas

Nem todos os textos encontrados no Google Acadêmico estão disponíveis, pois há bases de dados específicas que estão restritas a universidades que as assinam.

Se você for estudante das universidades brasileiras, é bem possível que tenha acesso a ao menos algumas das bases de dados. Verifique na coordenação do curso ou mesmo na biblioteca se há como proporcionar o acesso.

Sci-Hub: polêmica na distribuição gratuita de conhecimento

Atualmente, existe um grande movimento político de pesquisadores contra essas restrições, com base na premissa – a meu ver, acertada – de que o conteúdo das pesquisas deveria ser de acesso público. Com efeito, boa parte das pesquisas científicas são financiadas por governos, com dinheiro público, e o resultado delas acaba sendo disponibilizado para algumas poucas instituições capazes de pagar pela assinatura (usualmente, a preços exorbitantes) cobrada por empresas que gerenciam as revistas, limitando o acesso ao público.

Alexandra Elbakyan

Uma dessas iniciativas foi da pesquisadora Alexandra Elbakyan. Em setembro de 2011, a então estudante do Cazaquistão criou o Sci-Hub, um website que contém mais de 67 milhões de artigos científicos para download. Frustrada por não poder conduzir sua própria pesquisa em virtude do alto custo dos artigos, ela decidiu criar o website e possibilitou o acesso a virtualmente toda a produção científica mundial.

Evidentemente, a existência do Sci-Hub é bastante controvertida do ponto de vista jurídico. Em 2015, a Elsevier – importante editora acadêmica – propôs uma ação com o objetivo de derrubar o site com base na violação de direitos autorais. A ação foi julgada procedente e o domínio do site foi excluído, mas Elbakyan não desistiu e, desde então, tem disponibilizado o conteúdo em inúmeros outros domínios, a fim de despistar as autoridades.

No fim das contas, é certo que a maior parte da comunidade acadêmica tem acessado o Sci-Hub para ter acesso à produção científica mundial, como mostra artigo recente da Science.

De qualquer modo, hoje é bem mais fácil fazer uma boa pesquisa, citando excelentes referências bibliográficas, do que há 20 ou 30 anos. Há muitas excelentes revistas disponíveis gratuitamente na internet. Desse modo, mesmo sem acesso a todas as boas referências bibliográficas que talvez você deseje citar, terá condições de executar uma pesquisa de qualidade.

Hey,

O que você achou do artigo? Conte nos comentários!

Artigos relacionados