A carência de liberalismo no liberalismo brasileiro

Se há algo que as eleições atuais demonstraram cabalmente é a natureza peculiar do “liberalismo” brasileiro. Entre aspas mesmo, porque não é liberalismo. Nada – NADA – há no liberalismo nacional que remeta à tradição venerável de Adam Smith, John Locke, Immanuel Kant, Jeremy Bentham, John Stuart Mill, John Harsanyi, Amartya Sen, Meira Levinson, Friedrich Hayek, Martha Nussbaum, John Rawls, Robert Nozick ou Ronald Dworkin.  O que tem se apresentado …

A carência de liberalismo no liberalismo brasileiro Leia mais